Educação e Arte Ambiental

Uma junção infalível quando precisamos comunicar algo importante e que precisa afetar um maior número de pessoas.


As questões ambientais se mostram cada dia mais urgentes e não temos mais 1 só segundo a desperdiçar com mega projetos, grandes planejamentos e planos que não saem do papel.


Precisamos informar as pessoas sobre tudo o que está acontecendo, e essa informação precisa ser forte o suficiente para motivar uma ação.


Em termos de educação ambiental eu escolhi me valer da arte.

Isso mesmo! Educação ambiental por meio da arte.


Foi assim que em 2018 propus ao Sindiverde a realização de uma exposição interativa durante a Expo Recicla onde as pessoas pudessem enxergar materialmente os discursos ambientais.


Cabia a mim criar instalações no estilo Povera (com reutilização de materiais inservíveis) e, aos meus parceiros convidados cabia demonstrar que é possível agir em função da mudança (Instituto Verdeluz, Ecoviver e Ecomuseu Natural do mangue) ou produzir ecoprodutos criando uma verdadeira economia circular (Associação de Ecoprodutores).


O sucesso foi tanto que nos rendeu o convite para a Expo Recicla 2019, me trazendo o grande desafio de mais uma vez criar instalações artísticas capazes de comunicar a mensagem ambiental.


Eu não poderia escolher outra temática nesse momento: A relação do meio ambiente com nossa saúde, através de nossa alimentação.


Foi pensando nisso que criei 02 instalações:


AGRO TÓXICO - Numa referência direta ao nosso sistema agroindustrial cujas produções podem atualmente se valer dos mais variados tipos de agrotóxicos recentemente liberados no Brasil e que estão pouco a pouco envenenando nossos alimentos e nossas famílias; e
MENU DA NATA DO LIXO - Onde montei um banquete todo à base de plásticos e microplásticos regados a muito agrotóxico.

A Expo Recicla acabou e ficaram os registros. Me resta saber agora se as pessoas que por ali passaram e visitaram as minhas instalações, estarão um pouco mais motivadas a buscar alimentos orgânicos com garantias de que não estão sendo envenenados.


Sigo com minha batalha pessoal e com minha trajetória em busca da construção de um novo mindset onde as pessoas saiam da passividade, entendam a relevância de suas ações e se reconectem com o valor da VIDA, inclusive das suas.


Esse texto revela também um momento em que estou focada em falar sobre alimentação sustentável e saúde, em reconexão pessoal e em Sustentabilidade 4.0.


Sigam-se os bons!



SOBRE MAYA

Escritora | Consultora | Artista | Greenfluencer

SIGA-ME NAS REDES

  • Instagram ícone social
  • Black Facebook Icon
  • Black LinkedIn Icon
  • Black Twitter Icon
  • Black YouTube Icon

LIVRO SUSTENTABILIDADE 4.0

1.png

PODCAST FUTURECO